Amamentação: Como envolver os pais neste momento tão especial

Não há dúvidas que um parceiro que forneça apoio e suporte, extende e fortalece a experiência de amamentação. Pesquisas demonstram que os pais tem grande influência na decisão das mães de amaentar e/ou prolongar o período de amamentação. No entanto amamentar é um ato que só pode ser realizado pela mãe e os pais que devem atuar como apoio para os planos de amamentação desta mãe, podem se sentir um pouco excluídos quando da chegada no recém-nascido. Mas não há com o que se preocupar – existem formas de envolver os pais no processo de amamentação e nutrição dos bebês desde o início.

  1. Atendam a um curso de amamentação juntos                                                       

    Pesquisas mostram que a taxa de amamentação é mais alta entre casais que buscam se educar juntos, podendo inclusive fortalecer o apego parental. Atender a um curso de amamentação juntos é uma ótima maneira de aprender o básico. Levar o papai para as aulas traz um novo par de “ouvidos” e alguém que pode te ajudar a absorver a grande quantidade de informação. Quando os pais entendem como funciona amamentação (com todos os seus beneficios, potenciais dificuldades e soluções), a amamentação se torna uma decisão compartilhada e um esforço conjunto.

  2. Tenha objetivos realistas                                                                                                             

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde recomendam o aleitamento materno exclusivo por seis meses e complementado até os dois anos ou mais. Mas esta pode não ser a realidade de todas as mães. Seja por duas semanas ou dois anos, todo o leite materno que o bebê recebe é benéfico. A amamentação não é um processo de “tudo ou nada”. Ter objetivos realisticos sem se pautar por pressões de qualquer natureza e tendo sempre o bem estar e a saúde do bebê em mente é o mais importante. E compartilhá-los com o seu parceiro pode ajudar a você alcançá-los mais facilmente.

  3. Incentive o tempo para o pai e o bebê criarem laços                                               

    Recém-nascidos tem necessidade de contato físico. Ter o contato de pele com o pai entre as mamadas, especialmente durante as primeiras semanas, é extremamente benéfico para os bebês (bem como para os papais!). Colocar o bebê de bruço, sem roupinha sobre o peito também nu do pai, ajuda a estabilizar a temperatura corporal do bebê, batimentos cardíacos e níveis de açúcar do sangue. Os pais podem também usar slings ou cangurus, ler e conversar com os bebês, assim como tirar sonecas e trocar as fraldas. Enquanto estas possam parecer tarefas simples, as mães vão agradecer pelos momentos de descanso enquanto os pais aproveitam para curtir o bebê.

  4. Conversem sobre a mamadeira   

    Muitas mães conseguem e/ou optam pela amamentação exclusiva. Outras mães recorrem à ordenha e o uso de mamadeiras – que podem e devem ser dadas pelos pais. Mas antes de dar a mamadeira, é importante consultar um serviço de amamentação para entender como melhor manter a produção de leite ao fazer o uso da mamadeira. O uso regular de mamadeira pode interferir com o esforço de manter a amamentação exclusiva, uma vez que o bebê pode desenvolver uma preferência pelo bico da mamadeira. Encontrar o equilíbrio certo para você e sua família é o mais importante.

     

  5. Deixe-o saber o quanto o seu apoio é importante para você                            

    Enquanto a amamentação pode ser um processo natural para você, ele pode necessariamente não ser tão fácil. Amamentação requer dedicação, portanto contar com apoio emocional e encorajamento pode fazer toda a diferença. Os pais podem apoiar as mães lembrando-as que a amamentação é um dos atoa mais importante que uma mãe pode fazer pelo seu filho e reafirmar o ótimo trabalho que elas estão fazendo. O valor do encorajamento é incalculável, especialmente quando a falta de sono e as alterações hormonais entram em cena. Os pais podem assumir uma parcela maior nos trabalhos domésticos, trazer um travesseiro ou um copo de água para a mãe enquanto ela amamenta ou se oferecer para fazer o bebê arrotar e trocar as fraldas uma vez que ele tenha acabado de mamar. O apoio junto com a mão na massa é tudo o que as mães precisam nessas horas.

    O apoio do parceiro é um ingrediente crucial para o processo de amamentação. Quando uma lactante tem o apoio que ela precisa, tanto ela quanto o bebê podem extrair o máximo dos benefícios da amamentação.

 

E para que a amamentação seja feita de uma forma mais gostosa e confortável, nada melhor do que a almofada de amamentação da Doudou. Com a capa removível para uma fácil higienização, ela tem a nossa estampa Stars super transada e é toda feita em percal 200 fios, com enchimento em espuma fofinha. Vem conhecer!

SERVIÇO:

PROAMA – Curitiba: Programa de aleitamento materno

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s